?>

Como saber se o que eu tenho é endometriose?

07/05/2018

A primeira coisa que você precisa pensar é que, se existe dor, é porque algo não está bem. Mas a endometriose causa uma dor bastante específica. Ela é muito intensa, em algumas mulheres chega a ser incapacitante, mas não começa com tudo. No início ela causa apenas um desconforto, e vai aumentando progressivamente. Está associada àquela dor que você sente durante o período menstrual, habitualmente mais intensa antes da menstruação. Geralmente, ela vem associada a outros sintomas, como as dores ao urinar, fadiga e cólicas fortes que vão piorando a cada mês.

Aqui no consultório, as minhas clientes costumam dizer que a dor pélvica durante a menstruação é muito pior do que o normal.

É importante dizer que a intensidade da dor não tem relação com o tamanho do problema. Algumas pessoas com a doença avançada não sentem dor alguma, e outras com pequenos focos podem até deixar de trabalhar por conta disso.

Se sentir algum desses sintomas, procure um ginecologista logo. Como é uma doença progressiva, quanto mais tarde você iniciar o tratamento, maiores são as chances de que os focos da endometriose migrem para órgãos vizinhos, como o intestino e a bexiga, ou até mesmo o diafragma (músculos da respiração). Mas a consequência mais comum é a infertilidade em um nível muito avançado, ou seja, irreversível.

 

Dores psicológicas

A dor pélvica durante a relação, ou dispareunia, como é chamada na comunidade médica, pode levar as mulheres a associarem as relações sexuais com algo negativo. Elas chegam a evitar o contato com os seus maridos ou parceiros para não sentir nenhuma dor.

Algumas ainda desenvolvem um quadro depressivo, por exemplo, por não conseguirem conversar sobre o assunto em casa. Até mesmo a vida social pode ficar comprometida, pois as dores constantes as impedem de terem um dia normal.

Por esse motivo, é fundamental que exista uma abertura para conversarem sobre o problema. Ter um parceiro compreensivo, que mostre empatia com a dor que a mulher está enfrentando, faz toda a diferença no tratamento. Como marido, eu sei que existem coisas que apenas nós conseguimos segurar junto com elas. Neste momento, o apoio emocional é responsável por grande parte do sucesso dos procedimentos.

 

Diagnóstico precoce

A endometriose é uma doença inflamatória que atinge as mulheres em período reprodutivo. Mas existem alguns estudos que falam sobre adolescentes com dores pélvicas antes da menstruação. As filhas e irmãs de pessoas com a doença também têm mais chances de desenvolver o problema. Por isso, é necessário consultar o ginecologista regularmente desde a adolescência.

Conhecer bem o seu corpo vai ajudar a perceber alterações e identificar dores incapacitantes.

Gostou da matéria?

Deixe o seu contato que lhe manteremos atualizado com todas as dicas e novidades