?>

O que faz um cirurgião-geral e como funciona a videolaparoscopia

18/10/2018

O cirurgião geral é o médico especializado e treinado para solucionar anormalidades mais comuns no corpo humano, além de se dedicar à laparoscopia (ou videolaparoscopia) e cirurgia do trauma.

 

Doenças que demandam cirurgia

 

As doenças mais comuns que abrangem a cirurgia geral são:

• Hérnias;

     - Hérnia inguinal;

     - Hérnia umbilical;

     - Hérnia epigástrica;

     - Hérnia hiatal – associada à doença do fluxo gastroesofágico;

     - e outras hérnias;

• Colelitíase, a conhecida “pedra na vesícula”;

• Colecistite, inflamação da vesícula biliar;

• Hemorroidas, fístulas e fissuras do ânus;

• Doença diverticular dos cólons;

• Diverticulite aguda;

• Úlcera gástrica;

• Traumas – pacientes vítimas de acidentes de trânsito, agressões por armas brancas (facas, canivetes etc.), agressões com armas de fogo, quedas etc.;

• Alterações ginecológicas com histerectomias, tratamento cirúrgico de endometriose, cirurgias dos ovários;

• Cirurgias de câncer de estômago, intestino, cólon, fígado e ginecológico.

 

Cirurgia por videolaparoscopia

 

A cirurgia por videolaparoscopia é considerada minimamente invasiva, pois é realizada através de pequenas incisões (cortes), isto é, não deixam grandes cicatrizes no abdome do paciente, por exemplo.

 

Como é realizada

 

A cirurgia videolaparoscópica consiste na colocação de uma microcâmera e pequenas pinças através de portais (trocateres) colocados na cavidade abdominal por meio de pequenas incisões ou punções (perfurações).

 

Vantagens da cirurgia por vídeo

 

A laparoscopia apresenta uma série de vantagens sobre a cirurgia convencional (aberta ou cortada), entre elas:

• Menor dor no pós-operatório;

• Menor tempo de internação;

• Melhor resultado cosmético, com cicatrizes menores;

• Retorno mais rápido às atividades rotineiras;

• Menor índice de infecção de ferida cirúrgica;

• Melhor visão da cavidade abdominal e das vísceras.

 

Cirurgias possíveis de serem realizadas por vídeo

 

Quase todos os tipos de cirurgia na cavidade abdominal são possíveis de serem realizadas por videolaparoscopia, como, por exemplo:

• Vesícula biliar;

• Refluxo gastroesofágico;

• Redução do estômago (cirurgia da obesidade);

• Câncer do estômago, de intestino delgado e cólon;

• Ginecológicas: histerectomia (retirada do útero); ovários; tubas (ou trompas); retirada de miomas; tratamento de endometriose;

• Hérnia inguinal, algumas hérnias incisionais (formadas em outras cirurgias anteriormente realizadas).

 

Em outras especialidades cirúrgicas, os procedimentos realizados pelo método com utilização de vídeo também trazem grandes vantagens aos pacientes.

 

Consulte o médico

 

O sucesso de um procedimento cirúrgico depende de diversos fatores, entre eles, a confiança e o bom relacionamento do paciente com o médico. Somente o cirurgião-geral fornecerá as orientações precisas na consulta pré-cirúrgica, como resultados esperados, posição das cicatrizes, possíveis complicações e variáveis associadas à evolução pós-operatória.

 

Portanto, é fundamental que o paciente se sinta seguro diante do profissional, a fim de seguir suas recomendações e, assim, possam definir qual a melhor técnica cirúrgica a ser aplicada.

 

Na consulta pré-cirúrgica, o cirurgião geral realiza uma entrevista com o paciente, a fim de conhecer seu histórico clínico, objetivos, expectativas, possíveis doenças relacionadas e explica os possíveis métodos cirúrgicos para cada situação. Além disso, solicita exames e encaminha para outros especialistas, se for o caso.

 

O paciente, além de expor suas condições físicas, psicológicas, sociais e outras que envolvam a decisão de realizar a cirurgia, deve questionar o médico sobre tudo as questões cirúrgicas, de pré, durante e pós-operatório, para que possa tomar uma decisão consciente.

 

Nunca saia do consultório com dúvidas. Pergunte ao seu médico.

Gostou da matéria?

Deixe o seu contato que lhe manteremos atualizado com todas as dicas e novidades