?>

Você conhece o Diabetes Tipo 2? Afeta principalmente pessoas com obesidade

09/04/2019

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que 16 milhões de brasileiros sofrem de Diabetes. Ainda de acordo com o estudo, a taxa de incidência da doença teve um aumento de mais 60% nos últimos dez anos. O Rio de Janeiro aparece como a capital brasileira com maior prevalência de diagnóstico médico da doença, com 10 casos a cada 100 mil habitantes. O Diabetes é uma epidemia e um desafio global e o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países com o maior número de casos, atrás de China, Índia e Estados Unidos.

O estilo de vida atual contribui diretamente na incidência da doença, pois vivemos em uma época na qual as pessoas estão em um ritmo tão acelerado, que acabam buscando opções de alimentação mais práticas, e não saudáveis. Como os tão maléficos Fast-Foods, por exemplo. Além de terem menos tempo para se exercitarem.


Mas quando surge o Diabetes Tipo 2?
Em geral, ele vem na fase adulta, quando o seu corpo até produz insulina, mas não o suficiente para exercer a função adequada.

 

Fatores de risco

Existem diversos fatores que influenciam no desenvolvimento da doença, como a obesidade, dislipidemia (elevação do colesterol e triglicerídeos), hipertensão arterial, histórico familiar da doença ou de Diabetes gestacional. O processo de envelhecimento, o sedentarismo e o consumo elevado de álcool também colaboram na manifestação da patologia. Então, fique ligado!

 

Tratamento

Estudos comprovam que a cirurgia metabólica favorece para a remissão do Diabetes Tipo 2 e passou a ser indicada como opção terapêutica após a resolução 2.172/2017 do Conselho Federal de Medicina (CFM).

 

CIRURGIA METABÓLICA X BARIÁTRICA

Na cirurgia metabólica ocorre o mesmo procedimento da cirurgia bariátrica. A diferença entre as duas é que a cirurgia metabólica visa o controle da doença. Já a cirurgia bariátrica tem como objetivo a perda de peso, com as metas para contenção das doenças, como o Diabetes e hipertensão, em segundo plano, mas não menos importante.

De acordo com estudos, a cirurgia metabólica é segura e apresenta resultados positivos de curto, médio e longo prazos, diminuindo a mortalidade de origem cardiovascular, conforme demonstram estudos com mais de 20 anos de seguimento, séries de casos controlados, além de estudos randomizados e controlados.

 

Saiba mais sobre cirurgia bariátrica

 

Dúvidas comuns sobre cirurgia bariátrica: o pré-operatório

 

Hipertensão e diabetes: como identificar?

 

Gostou da matéria?

Deixe o seu contato que lhe manteremos atualizado com todas as dicas e novidades