?>

Azia: preste atenção na posição que você dorme

24/01/2019

Uma grande parte das pessoas em idade adulta convive com aquela sensação de queimação no estômago quase que diariamente. Você mesmo já deve ter tido uma péssima noite de sono, com aquele gosto amargo na garganta e a impressão de que tinha um dragão no estômago. Mas o que os pacientes que me procuram não percebem é que a posição que se dorme pode estar causando essas crises de azia.

 

A azia é um dos sintomas mais frequentes do refluxo gastroesofágico. Esta situação ocorre quando o conteúdo ácido do estômago volta para o esôfago em direção à boca, especialmente depois das refeições e na hora de deitar.

 

Por isso, quando alguém chega aqui no consultório com esse tipo de queixa, uma das minhas primeiras recomendações é elevar a cabeceira da cama e dormir em uma posição mais inclinada. Esta medida simples ajuda a diminuir as chances de refluxo, dificultando a subida do suco gástrico.

 

Uma outra atitude que pode aliviar significativamente esse sintoma e fazer a diferença no seu dia é dar preferência para o lado esquerdo na hora de dormir. Esta posição evita que o conteúdo do estômago se movimente.

 

“Então, se eu mudar a posição que eu durmo vou resolver o problema da azia, doutor?”. Não é tão simples assim. Esta é só uma das maneiras de prevenir o refluxo, mas existe uma série de hábitos que precisam ser modificados.

 

Com a vida corrida que nós levamos hoje, nos preocupamos muito pouco com o que colocamos no nosso prato. Ao invés de comer qualquer coisa durante o dia e exagerar nas refeições da noite, eu recomendo fazer refeições menores e mais vezes ao dia, além de evitar comidas gordurosas e bebidas ácidas ou muito gasosas, que favorecem o aumento dos sintomas.

 

Normalmente, o refluxo aparece logo depois de comer, então é importante que você controle melhor o horário da sua última refeição para não ir deitar logo em seguida. Isso dificulta a digestão e estimula o refluxo. Resultado: noites de mal estar.


Veja mais dicas no meu artigo sobre como evitar crises de refluxo

 

 

A azia pode se tornar um problema mais grave?

 

Se você tem azia e náuseas constantes, de duas a três vezes na semana, já saímos de um quadro normal para algo que necessita de atenção médica. A maioria das pessoas não sabe que estes são sintomas da doença do refluxo gastroesofágico e, muitas vezes, acaba fazendo uso de antiácidos para aliviar os sintomas.

 

Acontece que, quando não é tratado, o refluxo pode trazer outras complicações mais sérias, como uma inflamação no esôfago, uma úlcera e até mesmo sangramentos que facilitam o aparecimento de câncer.


Por isso, é importante ficar atento. Caso esses episódios de azia venham associados a outros desconfortos, como rouquidão, tosse seca, dificuldade para deglutir alimentos e dores no peito, é fundamental procurar acompanhamento médico para que se tenha o diagnóstico correto.

 

Mudando os seus hábitos de vida, tomando essas medidas de prevenção e fazendo o tratamento certo, a sua rotina pode voltar a ficar equilibrada e as noites de sono bem mais tranquilas.

 


Leia também:

 

Refluxo em adultos: quando procurar ajuda?

 

Existe cirurgia do refluxo?

Gostou da matéria?

Deixe o seu contato que lhe manteremos atualizado com todas as dicas e novidades




Outras dicas do Dr.

Confira outras dicas que o Dr. Gian preparou pra você